Os melhores indicadores de volatilidade

4.8 de 5 estrelas (6 votos)

Navegar nas águas turbulentas da negociação pode ser assustador, especialmente quando a imprevisibilidade do mercado deixa até mesmo os mais experientes traders coçando a cabeça. Desvende o mistério da volatilidade do mercado com nosso guia para os indicadores de volatilidade mais eficazes, projetado para transformar o caos do mercado em um anúncio estratégicovantage.

Os melhores indicadores de volatilidade

💡 Principais conclusões

  1. Compreendendo a volatilidade: A volatilidade é um aspecto crucial da negociação, representando o grau de variação no preço de negociação de um instrumento financeiro. Alta volatilidade geralmente indica maior risco, mas também potencial para retornos significativos. TradeOs rs devem entender como medir e interpretar a volatilidade para tomar decisões de negociação informadas.
  2. Principais Indicadores de Volatilidade: Vários indicadores de volatilidade podem ajudar traders navegar no mercado. O Desvio Padrão é uma medida estatística básica usada para quantificar a volatilidade do mercado. O Faixa verdadeira média (ATR) fornece uma imagem mais precisa da volatilidade ao considerar as mudanças de preço em um período específico. O Bandas de Bollinger indicador combina aspectos de tendência e volatilidade para oferecer uma visão abrangente do mercado. Por último, o Índice de volatilidade (VIX) é uma medida popular de risco de mercado e volatilidade.
  3. Aplicando indicadores de volatilidade: O uso eficaz desses indicadores de volatilidade requer a compreensão de seus pontos fortes e limitações. Por exemplo, embora o desvio padrão seja fácil de calcular e interpretar, ele pode não capturar totalmente a dinâmica do mercado. O ATR oferece uma visão mais sutil, mas requer uma interpretação cuidadosa. As Bollinger Bands podem fornecer sinais de negociação acionáveis, mas podem produzir sinais falsos em certas condições de mercado. O VIX é uma ferramenta poderosa para avaliar o sentimento do mercado, mas deve ser usado em conjunto com outros indicadores e análises de mercado.

No entanto, a magia está nos detalhes! Desvende as nuances importantes nas seções a seguir... Ou pule direto para o nosso Perguntas frequentes repletas de insights!

1. Compreendendo os indicadores de volatilidade

Indicadores de volatilidade, parte integrante da negociação, são medidas estatísticas que preveem mudanças de preço em um mercado financeiro. Traders usam esses indicadores para entender as tendências do mercado e tomar decisões informadas. O conceito de volatilidade é muitas vezes mal compreendido, mas sua importância não pode ser exagerada. É o grau de variação de uma série de preços de negociação ao longo do tempo, normalmente medido pelo desvio padrão dos retornos logarítmicos.

Volatilidade Histórica, também conhecido como volatilidade estatística, é um desses indicadores. Ele mede as mudanças de um ativo subjacente ao longo do tempo e fornece uma medida relativa de risco. Traders frequentemente usar a volatilidade histórica para prever a volatilidade futura, tornando-se uma ferramenta chave em seu arsenal.

Volatilidade implícita, por outro lado, é uma medida dinâmica de volatilidade que muda com o sentimento do mercado. É derivado do preço de mercado de um mercado traded derivativo (especificamente, uma opção). Ao contrário da volatilidade histórica, a volatilidade implícita não é um reflexo de mudanças passadas, mas uma projeção da volatilidade futura.

A Índice de Volatilidade (VIX) é outro indicador de volatilidade popular. Muitas vezes referido como o 'medidor de medo', ele mede o risco de mercado, medo e estresse antes de se refletirem nos mercados subjacentes.

Verdadeira gama média (ATR) é um indicador de volatilidade que reflete o grau de volatilidade dos preços. Não é um indicador direcional, mas fornece o grau de volatilidade dos preços.

Bollinger Bandas, outro indicador de volatilidade amplamente utilizado, consiste em uma banda intermediária com duas bandas externas. As bandas externas geralmente são definidas 2 desvios padrão acima e abaixo da banda intermediária. Bollinger Bands expandem e contraem com a volatilidade dos preços.

Compreender esses indicadores de volatilidade e como aplicá-los de forma eficaz pode melhorar muito sua estratégia de negociação. No entanto, é crucial lembrar que nenhum indicador é infalível. Eles devem ser usados ​​em conjunto com outras ferramentas e estratégias para obter os melhores resultados.

1.1. Definição de Indicadores de Volatilidade

Indicadores de volatilidade são ferramentas vitais no arsenal de cada trader. Eles desempenham um papel fundamental em revelar o comportamento do preço de um título, permitindo assim traders para tomar decisões informadas. Essencialmente, esses indicadores fornecem uma medida da taxa na qual o preço de um título aumenta ou diminui para um conjunto de retornos. 👍 Volatilidade é um elemento crucial na negociação, pois mede o nível de risco envolvido.

Quanto maior a volatilidade, maior o risco e, consequentemente, o potencial para retornos significativos – ou perdas. Por outro lado, uma volatilidade mais baixa geralmente indica um mercado menos arriscado, mas também potencialmente menos recompensador. Os indicadores de volatilidade são, portanto, parte integrante das estratégias de gestão de risco.

Existem vários tipos de indicadores de volatilidade, cada um com sua abordagem e perspectiva únicas. Estes incluem o Faixa verdadeira média (ATR), Bandas de Bollinger, e as Índice de Força Relativa (RSI). Cada um desses indicadores fornece informações diferentes sobre Volatilidade do mercado, permitindo traders para adequar suas estratégias às condições atuais do mercado.

O ATR, por exemplo, calcula a faixa média de negociação em um período específico, fornecendo uma medida da volatilidade geral. As Bandas de Bollinger, por outro lado, traçam dois desvios padrão de um Média móvel simples, indicando assim o nível de volatilidade em relação ao preço médio. Por fim, o RSI mede a velocidade e a mudança dos movimentos de preços, fornecendo uma perspectiva baseada no momento da volatilidade.

Este indicadores de volatilidade podem ser usados ​​isoladamente ou em conjunto com outros indicadores, fornecendo traders com uma compreensão abrangente da volatilidade do mercado. Ao dominar essas ferramentas, tradeOs investidores podem navegar com eficácia nas águas muitas vezes tumultuadas dos mercados financeiros, maximizando seu potencial de lucro e minimizando os riscos.

1.2. Tipos de Volatilidade

No mundo dinâmico das negociações, entender a volatilidade é como dominar o pulso do mercado. Existem dois tipos principais de volatilidade que traders precisam estar familiarizados com: Volatilidade Histórica (HV) e Volatilidade implícita (IV).

Volatilidade Histórica, como o nome sugere, é uma medida das flutuações do mercado em um período específico no passado. É calculado determinando o desvio padrão anualizado das mudanças diárias no preço de uma ação. HV fornece uma visão geral de quanto o preço de um título se desviou de seu preço médio, dando traders uma noção da faixa de preço da ação. Porém, é importante lembrar que o desempenho passado não garante resultados futuros, portanto o HV deve ser utilizado em conjunto com outros indicadores para uma visão holística do mercado.

Por outro lado, Volatilidade implícita é uma métrica prospectiva que reflete a expectativa do mercado sobre a volatilidade futura de um título. IV é derivado do preço de uma opção e mostra o que o mercado prevê sobre o movimento potencial de uma ação. Ao contrário de HV, IV não se baseia em dados históricos; em vez disso, ele mede o sentimento do mercado e antecipa futuras oscilações de preços. É uma ferramenta vital para opções traders, especialmente ao planejar estratégias relacionadas a anúncios de ganhos ou outros eventos significativos.

Entre esses dois tipos de volatilidade, traders podem obter uma compreensão abrangente da dinâmica do mercado. Ao aproveitar os insights de HV e IV, eles podem tomar decisões informadas e otimizar seus estratégias de negociação.

2. Principais indicadores de volatilidade para Traders

Ao navegar pelos mares tumultuosos do comércio de mercado, o adepto trader sabe que entender a volatilidade é a chave para se manter à tona. Entre a miríade de ferramentas disponíveis, duas se destacam como os principais indicadores de volatilidade: o Bandas de Bollinger e os votos de Faixa verdadeira média (ATR).

A Bandas de Bollinger são um indicador de volatilidade que cria uma banda de três linhas - a linha do meio sendo um simples média móvel (SMA) e as linhas externas sendo linhas de desvio padrão. A interpretação básica das Bandas de Bollinger é que o preço tende a ficar dentro das bandas superior e inferior. Mudanças bruscas de preços tendem a ocorrer após o aperto das bandas, à medida que a volatilidade diminui. Quando os preços se movem fora das bandas, está implícita uma continuação da tendência atual.

A Faixa verdadeira média (ATR), por outro lado, é uma medida de volatilidade introduzida por Welles Wilder em seu livro, “New Concepts in Technical Trading Systems”. O indicador de intervalo verdadeiro é o maior dos seguintes: máximo atual menos o mínimo atual, o valor absoluto do máximo atual menos o fechamento anterior e o valor absoluto do mínimo atual menos o fechamento anterior. O ATR é uma média móvel dos intervalos verdadeiros.

Ambos os indicadores fornecem informações valiosas sobre a volatilidade do mercado, mas é essencial lembrar que eles não predizem a direção, apenas a volatilidade. Eles podem ser usados ​​em conjunto com outros indicadores para criar uma estratégia de negociação robusta. Seja você um novato tradeQuer você esteja apenas começando ou seja um profissional experiente ajustando sua abordagem, entender e utilizar esses principais indicadores de volatilidade pode mudar o jogo em sua jornada de negociação.

2.1. Intervalo real médio (ATR)

Desenvolvido por J. Welles Wilder, o Faixa verdadeira média (ATR) é um análise técnica indicador que mede a volatilidade do mercado decompondo toda a faixa de preço de um ativo para aquele período. Especificamente, o ATR é uma medida de volatilidade introduzida pelos dados de mercado que inclui a alta, a baixa e o fechamento do dia do ativo.

O ATR é calculado tomando o máximo das três medidas a seguir: o máximo atual menos o mínimo atual; o valor absoluto da máxima atual menos o fechamento anterior; e o valor absoluto do mínimo atual menos o fechamento anterior. Este método de cálculo captura a volatilidade de lacunas e limitar movimentos no mercado.

ATR não fornece um viés direcional ou prevê a direção futura do preço, em vez disso, simplesmente quantifica o grau de volatilidade dos preços. Do ponto de vista comercial, altos valores de ATR indicam alta volatilidade e podem ser uma indicação de venda ou compra de pânico. Valores baixos de ATR, por outro lado, representam baixa volatilidade e podem indicar indecisão do investidor ou consolidação do mercado.

Traders costumam usar o ATR para calcular manualmente onde definir pontos de entrada e pontos de saída para trades. Por exemplo, um trader pode optar por inserir um trade se o preço se mover mais de 1 ATR acima do fechamento anterior e pode definir um parar a perda de a 1 ATR abaixo do preço de entrada.

A Faixa verdadeira média (ATR) é uma ferramenta versátil que ajuda traders para entender melhor o contexto de mercado no qual eles estão negociando. Ao fornecer uma medida precisa de volatilidade, permite traders para tomar decisões mais informadas sobre suas estratégias de negociação.

2.2. Bandas de Bollinger

No mundo do comércio, Bandas de Bollinger permanecer como um farol de indicação de volatilidade. Desenvolvido pelo lendário trader John Bollinger, esta ferramenta de análise técnica é uma das favoritas entre traders por sua simplicidade, mas eficácia impressionante. O conceito por trás do Bollinger Bands é direto. Consiste em uma média móvel simples (SMA) em torno da qual duas linhas, as bandas superior e inferior, são desenhadas. Essas bandas são plotadas a dois desvios padrão da SMA.

A beleza das Bandas de Bollinger reside na sua capacidade de se adaptar às mudanças nas condições do mercado. Quando o mercado está calmo, as bandas se contraem, sinalizando um período de baixa volatilidade. Por outro lado, quando o mercado está volátil, as bandas se expandem, pintando um quadro de alta volatilidade. Essa natureza dinâmica das Bollinger Bands as torna uma ferramenta altamente versátil, aplicável em várias condições de mercado.

Traders utilizam bandas de Bollinger de várias maneiras. Uma estratégia popular é a 'Bollinger Bounce'. Essa estratégia é baseada no princípio de que o preço tende a retornar ao meio das bandas. Portanto, quando o preço toca a banda superior, traders o consideram sobrecomprado e esperam que ele volte à média. Da mesma forma, quando o preço toca a banda inferior, é considerado sobrevendido e uma recuperação para a banda intermediária é esperada.

Outra estratégia bem conhecida é a 'Bollinger Squeeze'. Essa estratégia capitaliza os períodos em que as bandas estão próximas, indicando baixa volatilidade. Um aperto é frequentemente seguido por um movimento de preço significativo ou fuga. Traders preste atenção a esses apertos e, em seguida, coloque trades com base na direção da fuga.

No entanto, como qualquer outra ferramenta de negociação, as Bollinger Bands não são infalíveis. Eles devem ser usados ​​em conjunto com outros indicadores e técnicas de análise para aumentar sua eficácia. No entanto, com sua capacidade de identificar períodos de alta e baixa volatilidade e fornecer potenciais pontos de entrada e saída, as Bandas de Bollinger conquistaram seu lugar na caixa de ferramentas de muitas empresas de sucesso. traders.

2.3. Índice de Força Relativa (RSI)

Entre o panteão de indicadores de volatilidade, o Índice de Força Relativa (RSI) se destaca com sua capacidade única de medir a velocidade e a mudança dos movimentos de preços. Criado por J. Welles Wilder, o RSI é um ímpeto oscilador que varia entre 0 e 100, fornecendo traders com sinais de condições potenciais de sobrecompra ou sobrevenda no mercado.

O RSI é calculado usando a fórmula: RSI = 100 – (100 / (1 + RS)), onde RS (Relative Strength) é o ganho médio dividido pela perda média em um período especificado. Tradicionalmente, um período de 14 dias é usado para cálculos, mas isso pode ser ajustado para se adequar a diferentes estratégias de negociação.

Como pode traders usa o RSI? Quando o RSI excede 70, isso indica que um título pode estar sobrecomprado e pode sofrer uma correção de preço. Por outro lado, um RSI abaixo de 30 implica que um título pode ser vendido em excesso, representando potencialmente uma oportunidade de compra. Alguns tradeOs rs também procuram por 'divergência do RSI' - quando o preço de um título está atingindo novos máximos ou mínimos, mas o RSI não está conseguindo fazê-lo. Essa divergência pode ser um sinal poderoso de uma possível reversão do mercado.

No mundo da volatilidade, o RSI oferece uma perspectiva única. Ele não apenas rastreia as mudanças de preços, mas também a velocidade e a magnitude dessas mudanças. Isso o torna uma ferramenta inestimável para traders procurando avaliar o sentimento do mercado e identificar potenciais oportunidades de negociação em mercados voláteis.

No entanto, é importante lembrar que, como todos os indicadores, o RSI não é infalível e deve ser utilizado em conjunto com outras ferramentas e métodos de análise. Também é crucial entender que o RSI é mais eficaz em mercados de tendência, ao contrário dos que variam.

O RSI é um poderoso indicador de volatilidade, mas não é uma bola de cristal. É uma ferramenta que, quando usada corretamente, pode fornecer informações valiosas sobre a dinâmica do mercado e ajudar traders tomar decisões mais informadas.

2.4. Índice de Volatilidade (VIX)

Quando se trata de medir a volatilidade do mercado, o Índice de volatilidade (VIX) é muitas vezes aclamado como o ouro padrão. Desenvolvido pela Chicago Board Options Exchange (CBOE), esta poderosa ferramenta oferece um instantâneo em tempo real do sentimento do investidor e das expectativas do mercado. O VIX, muitas vezes apelidado de 'índice do medo', mede a ansiedade do mercado calculando a volatilidade implícita das opções do índice S&P 500.

Em essência, o VIX reflete a previsão do mercado de volatilidade futura de 30 dias. Um valor VIX alto sinaliza uma expectativa de maior volatilidade, frequentemente associada à incerteza e ao pânico do mercado, enquanto um VIX baixo sugere um mercado calmo com menor volatilidade. Vale a pena notar que o VIX é de reversão à média, o que significa que tende a voltar para sua média de longo prazo ao longo do tempo.

Entendendo o VIX pode ser um divisor de águas para traders. Ele fornece informações valiosas sobre possíveis mudanças de mercado, ajudando traders para ajustar suas estratégias de acordo. Por exemplo, um aumento repentino no VIX pode ser um sinal para reduzir o risco, enquanto um VIX baixo pode sugerir uma oportunidade de assumir mais riscos.

No entanto, como qualquer indicador, o VIX não é infalível e não deve ser usado isoladamente. é essencial para combine o VIX com outros indicadores e análise de mercado para tomar decisões comerciais bem informadas. Independentemente disso, o VIX continua sendo uma ferramenta indispensável no trader's, oferecendo uma perspectiva única sobre a volatilidade do mercado.

Lembre-se, a chave para uma negociação bem-sucedida não está apenas em entender o estado atual do mercado, mas também em antecipar seus movimentos futuros. E é aí que entra o VIX – uma janela para a alma do mercado, revelando seus mais profundos medos e esperanças.

3. Escolhendo o Indicador de Volatilidade Certo

Navegar nas águas agitadas do mundo comercial requer as ferramentas certas. Uma dessas ferramentas indispensáveis ​​é o indicador de volatilidade. Quando se trata de escolher o caminho certo, consideração de sua estratégia de negociação e condições de mercado é primordial.

Bandas de Bollinger, por exemplo, são uma escolha popular entre traders. Essas bandas aumentam e diminuem com base na volatilidade do mercado, fornecendo informações importantes sobre possíveis níveis de preço. Eles são particularmente úteis em um mercado variado, ajudando traders identificar potenciais pontos de compra e venda.

Outro poderoso indicador de volatilidade é o Faixa verdadeira média (ATR). Ao contrário das bandas de Bollinger, o ATR não é um indicador direcional. Ele simplesmente mede o grau de volatilidade dos preços. É extremamente útil para definir ordens de stop-loss e é favorecido durante o dia. traders por sua capacidade de fornecer um instantâneo da faixa de preço diária.

Índice de volatilidade (VIX) é outra ferramenta potente, muitas vezes chamada de 'medidor de medo'. Este indicador mede a expectativa do mercado de volatilidade em 30 dias. Em essência, fornece uma medida do risco de mercado e dos sentimentos dos investidores. É uma excelente ferramenta para contrarian traders que prosperam em ir contra o rebanho.

A Índice de volatilidade relativa (RVI) é um indicador de volatilidade que mede a direção da volatilidade. Ele usa o desvio padrão das mudanças de preço em seu cálculo, tornando-o uma boa medida da força da tendência predominante do mercado.

Cada um desses indicadores tem seus pontos fortes e fracos, e a escolha depende muito do seu estilo e estratégia de negociação. Entendendo as nuances desses indicadores pode melhorar significativamente suas proezas comerciais, ajudando você a tomar decisões informadas e mitigar riscos. Lembre-se, a volatilidade não é apenas sobre o risco, mas também sobre as oportunidades. Com o indicador de volatilidade certo, você pode transformar a incerteza do mercado em lucrativa trades.

3.1. Fatores a considerar

Compreendendo a volatilidade é um aspecto crítico da negociação e investimento. É uma medida do grau de variação em uma série de preços de negociação ao longo do tempo. Ao escolher indicadores de volatilidade, há vários fatores-chave a serem considerados.

Em primeiro lugar, o tipo de mercado você está negociando é crucial. Quer seja forex, mercadorias ou AÇÕES, cada mercado tem suas próprias características e padrões de volatilidade. Portanto, o indicador de volatilidade que funciona melhor para um mercado pode não ser tão eficaz em outro.

Estratégia de negociação é outro fator vital. Algumas estratégias prosperam em alta volatilidade, enquanto outras requerem condições mais estáveis. Por exemplo, se você é um dia trader, você pode preferir um indicador que possa responder rapidamente a movimentos repentinos de preços. Por outro lado, se você é um investidor de longo prazo, pode optar por um indicador que suaviza as flutuações de curto prazo para revelar a tendência mais ampla.

Tolerância ao risco pessoal também desempenha um papel. Se você é avesso ao risco, pode preferir um indicador que o ajude a evitar períodos voláteis. Por outro lado, se você estiver confortável com o risco, poderá buscar a volatilidade para capitalizar as oscilações de preço.

Finalmente, o complexidade e interpretabilidade do indicador são importantes. Alguns indicadores de volatilidade são simples de entender e usar, enquanto outros exigem uma compreensão mais profunda dos conceitos estatísticos. Sua escolha dependerá do seu nível de especialização e do tempo que você está disposto a investir em aprendizagem e análise.

Lembre-se, nenhum indicador de volatilidade único pode fornecer uma imagem completa. Muitas vezes, é benéfico usar uma combinação de indicadores para obter uma visão mais holística da volatilidade do mercado. Experimente diferentes indicadores e configurações e adapte sua abordagem com base em suas observações e experiências.

3.2. Combinando Indicadores de Volatilidade

Dominar a arte de combinar indicadores de volatilidade pode melhorar significativamente sua estratégia de negociação. É uma habilidade que requer uma compreensão aguçada da dinâmica do mercado e uma vontade de mergulhar nas complexidades da análise financeira.

Por exemplo, considere o Bandas de Bollinger e Faixa verdadeira média (ATR). Esses dois indicadores oferecem perspectivas únicas sobre a volatilidade do mercado. As Bandas de Bollinger destacam os níveis de desvio padrão de uma média móvel, fornecendo uma representação visual dos períodos de alta e baixa volatilidade. Por outro lado, o ATR mede a volatilidade do mercado calculando o intervalo entre os preços altos e baixos em um determinado período.

Mas o que acontece quando nós mesclar esses dois indicadores? O resultado é uma ferramenta poderosa que oferece uma visão mais abrangente da volatilidade do mercado. Esta fusão permite traders para identificar possíveis rompimentos ou reversões, identificando períodos de volatilidade crescente, conforme indicado pelo alargamento das Bandas de Bollinger e um aumento do ATR.

Além disso, integrando o Índice de Volatilidade Relativa (RVI) nesta mistura pode refinar ainda mais sua análise de volatilidade. O RVI, que mede a direção da volatilidade, pode ajudar a confirmar os sinais das Bandas de Bollinger e ATR. Por exemplo, um alto valor de RVI juntamente com o alargamento das Bandas de Bollinger e um aumento do ATR podem sinalizar um forte movimento ascendente de preços.

No entanto, lembre-se que nenhum indicador é infalível. Todos os indicadores devem ser usados ​​em conjunto com outras ferramentas e técnicas de análise de mercado. A combinação de indicadores de volatilidade não é uma bala mágica, mas uma adição valiosa a uma estratégia de negociação completa.

❔ Perguntas frequentes

triângulo sm direito
O que são indicadores de volatilidade e por que são importantes?

Os indicadores de volatilidade são medidas estatísticas usadas por traders para prever mudanças de preços no mercado. Eles fornecem informações sobre o nível de incerteza ou medo do mercado, que podem ser usados ​​para identificar possíveis oportunidades de negociação. Eles são cruciais, pois ajudam traders entendem a dinâmica do mercado, permitindo-lhes tomar decisões informadas.

triângulo sm direito
Quais são alguns dos indicadores de volatilidade mais usados?

Alguns dos indicadores de volatilidade mais comumente usados ​​incluem o Average True Range (ATR), o Bollinger Bands, o Volatility Index (VIX), o Relative Volatility Index (RVI) e o Standard Deviation. Cada um desses indicadores fornece informações exclusivas sobre a volatilidade do mercado.

triângulo sm direito
Como funciona o Average True Range (ATR)?

O ATR mede a volatilidade do mercado decompondo toda a faixa de preço de um ativo para aquele período. Essencialmente, ele calcula a média das faixas de preços reais durante um período de tempo. Quanto maior o ATR, maior a volatilidade e vice-versa.

triângulo sm direito
O que é o Índice de Volatilidade (VIX) e como ele é usado?

O VIX é um índice de mercado em tempo real que representa as expectativas de volatilidade do mercado nos próximos 30 dias. Os investidores o utilizam para medir o nível de ansiedade do mercado. Quando o VIX está alto, indica um maior nível de medo no mercado, e quando está baixo, indica um maior nível de complacência.

triângulo sm direito
Os indicadores de volatilidade podem prever a direção do mercado?

Os indicadores de volatilidade não são projetados para prever a direção do mercado. Em vez disso, eles medem a taxa de movimentos de preços, independentemente da direção. No entanto, eles podem ajudar traders identificam períodos de alta volatilidade que podem preceder uma reversão de tendência, oferecendo assim oportunidades potenciais de negociação.

Autor: Florian Fendt
Um investidor ambicioso e trader, Florian fundou BrokerCheck depois de estudar economia na universidade. Desde 2017 que partilha o seu conhecimento e paixão pelos mercados financeiros em BrokerCheck.
Leia mais sobre Florian Fendt
Florian-Fendt-Autor

Deixe um comentário

3 topo Brokers

Última atualização: 25 de julho de 2024

markets.com-logo-novo

Markets.com

4.6 de 5 estrelas (9 votos)
81.3% do varejo CFD contas perdem dinheiro

Vantage

4.6 de 5 estrelas (10 votos)
80% do varejo CFD contas perdem dinheiro

Exness

4.5 de 5 estrelas (19 votos)

você pode gostar também

⭐ O que você achou deste artigo?

Você achou este artigo útil? Comente ou avalie se você tem algo a dizer sobre este artigo.

Obtenha sinais de negociação gratuitos
Nunca perca uma oportunidade novamente

Obtenha sinais de negociação gratuitos

Nossos favoritos em resumo

Selecionamos o topo brokers, em que você pode confiar.
InvestirXTB
4.4 de 5 estrelas (11 votos)
77% das contas de investidores de varejo perdem dinheiro ao negociar CFDs com este provedor.
TradeExness
4.5 de 5 estrelas (19 votos)
bitcoinCryptoAvaTrade
4.4 de 5 estrelas (10 votos)
71% das contas de investidores de varejo perdem dinheiro ao negociar CFDs com este provedor.

Filtros

Classificamos por classificação mais alta por padrão. Se você quiser ver outros brokerBasta selecioná-los no menu suspenso ou restringir sua pesquisa com mais filtros.
- controle deslizante
0 - 100
O que procura?
Brokers
Regulamento
Plataforma
Depósito / Retirada
Tipo de Conta
Localizacao
Broker Funcionalidades