AcademiaEncontre meu Broker

O que são Ações? Guia definitivo para iniciantes

Avaliado 4.8 fora do 5
4.8 de 5 estrelas (9 votos)

Navegar no mercado de ações pode parecer um labirinto de números e jargões para os não iniciados, deixando muitos potenciais traders se sentindo sobrecarregado. Vamos desmistificar esse mundo financeiro juntos, quebrando as complexidades e explorando os possíveis desafios em nosso guia definitivo para iniciantes sobre como entender as ações.

O que são Ações? Guia definitivo para iniciantes

💡 Principais conclusões

  1. Definição de Ações: As ações representam a propriedade de uma empresa e constituem uma reivindicação sobre uma parte dos ativos e ganhos da empresa. Eles também são conhecidos como ações ou patrimônio líquido.
  2. Tipos de Ações: Existem dois tipos principais de ações - comum e Preferido. As ações ordinárias geralmente dão ao proprietário o direito de votar nas assembleias de acionistas e receber dividendos. As ações preferenciais geralmente não têm direito a voto, mas têm uma reivindicação maior sobre ativos e lucros.
  3. Investir em ações: Investir em ações pode ser uma maneira eficaz de construir riqueza ao longo do tempo. No entanto, é importante entender os riscos envolvidos e pesquisar bem antes de fazer um investimento. O mercado de ações pode ser imprevisível e sempre há a possibilidade de perder dinheiro.

No entanto, a magia está nos detalhes! Desvende as nuances importantes nas seções a seguir... Ou pule direto para o nosso Perguntas frequentes repletas de insights!

1. Entendendo as Ações

Ações, muitas vezes referidos como ações ou ações, são instrumentos financeiros que representam a propriedade de uma empresa. Quando você compra uma ação, está comprando uma parte da empresa, tornando-se um acionista. Isso lhe dá direito a parte dos ativos e ganhos da empresa.

Por exemplo, se uma empresa tiver 1,000 ações em circulação e você possuir 100, você possui 10% da empresa. É importante observar, no entanto, que possuir ações de uma empresa não significa que você tem voz nas operações diárias do negócio. No entanto, dá a você o direito de votar na reunião anual da empresa e receber quaisquer dividendos declarados.

Dividendos são uma parte dos lucros de uma empresa que são distribuídos aos acionistas. Nem todas as empresas pagam dividendos, especialmente aquelas em setores em crescimento, como tecnologia, em que os lucros costumam ser reinvestidos nos negócios.

Stocks são traded em bolsas como a Bolsa de Valores de Nova York (NYSE) ou a NASDAQ. O preço de uma ação é determinado pela oferta e demanda no mercado. Se mais pessoas quiserem comprar uma ação (demanda) do que vendê-la (oferta), o preço sobe. Por outro lado, se mais pessoas quisessem vender uma ação do que comprá-la, haveria maior oferta do que demanda e o preço cairia.

Investir em ações pode ser uma forma poderosa de construir riqueza ao longo do tempo, à medida que o valor das empresas nas quais você investe cresce. No entanto, é importante lembrar que investir em ações também envolve riscos. O valor de uma ação pode cair ou subir, e sempre há a possibilidade de a empresa fechar.

Estudos é fundamental ao investir em ações. É essencial entender o modelo de negócios da empresa, sua posição competitiva no setor e sua saúde financeira. Isso pode ajudá-lo a tomar decisões informadas e potencialmente mitigar alguns dos riscos associados ao investimento em ações.

1.1. Definição de Ações

No agitado mundo do comércio, AÇÕES ocupar um cargo de extrema importância. Eles representam um tipo de investimento que permite que você possua um pedaço de uma propriedade pública.traded empresa. Quando você compra ações de uma empresa, está comprando uma pequena parte dessa empresa, conhecida como share. Esta ação dá a você uma reivindicação sobre os ativos e ganhos da empresa.

Ações são frequentemente referidos como ações porque dão ao proprietário participação acionária, ou propriedade parcial, da empresa. Essa propriedade vem com o potencial de recompensa financeira na forma de dividendos, que são uma parte dos lucros da empresa distribuídos aos acionistas. No entanto, possuir ações também carrega risco. O valor da ação pode flutuar, às vezes dramaticamente, com base em fatores que vão desde a saúde financeira da empresa até as condições econômicas gerais.

A beleza das ações está em seu potencial de crescimento. Com o tempo, empresas com bom desempenho podem aumentar de valor, fazendo com que o preço de suas ações suba. Isso dá aos acionistas a oportunidade de vender suas ações com lucro. Ainda mais atraente, algumas ações podem fornecer renda contínua por meio de dividendos, mesmo que o preço da ação não suba.

É importante lembrar que AÇÕES não são uma forma garantida de ganhar dinheiro. Eles são um tipo de investimento de capital, o que significa que eles carregam o potencial de altos retornos, mas também de perdas significativas. A chave para um investimento bem-sucedido em ações está em entender as empresas nas quais você investe, diversificar seu portfólio e adotar uma perspectiva de longo prazo.

Em essência, as ações oferecem a você a oportunidade de aumentar sua riqueza e potencialmente ganhar renda. Eles são uma parte crucial de qualquer portfólio de investimentos e um componente-chave do planejamento financeiro de longo prazo. No entanto, eles também exigem consideração e compreensão cuidadosas. Como um trader, sua missão é navegar no mundo dinâmico das ações com conhecimento, estratégia e um olhar aguçado para oportunidades.

1.2. Tipos de Ações

Mergulhando mais fundo no mundo das negociações, encontramos uma variedade de tipos de ações, cada uma com suas características únicas e potenciais benefícios. Em primeiro lugar, temos Ações comuns, que são o tipo mais prevalente. Eles oferecem uma participação proporcional nos lucros e prejuízos da empresa e têm direito a voto nas assembléias de acionistas.

Em seguida, temos Ações preferenciais. Estes são semelhantes a um híbrido de ações e títulos. Os acionistas preferenciais desfrutam de maior direito sobre os lucros e ativos da empresa, recebendo dividendos antes dos acionistas ordinários. No entanto, eles normalmente não têm direito a voto.

Para quem gosta de um pouco do sabor internacional, há Ações Estrangeiras. Estas são ações de empresas sediadas fora do seu país de origem. Investir em ações estrangeiras pode diversificar seu portfólio, mas também traz riscos adicionais, como flutuações cambiais e incertezas geopolíticas.

Então nós temos Estoque de crescimento e Estoque de valor. As ações de crescimento pertencem a empresas que esperam crescer a uma taxa acima da média em comparação com outras empresas. Eles raramente pagam dividendos, pois reinvestem seus ganhos em crescimento adicional. Por outro lado, as ações de valor pertencem a empresas consideradas subvalorizadas em relação ao seu valor intrínseco. Eles costumam pagar dividendos e podem ser uma boa opção para investidores focados em renda.

Por último, temos Ações Blue-Chip. São ações de empresas grandes, bem estabelecidas e financeiramente estáveis, com histórico de desempenho confiável. Eles são as 'apostas seguras' do mundo das ações, muitas vezes pagando dividendos regulares.

Lembre-se, cada um desses tipos de ações carrega seu próprio conjunto de riscos e recompensas. Sua escolha deve estar alinhada com suas metas de investimento, tolerância a riscos e horizonte de tempo.

1.3. Como funcionam as ações

Imagine um mercado movimentado, repleto de vendedores, cada um vendendo uma parte de uma empresa. Esta é a essência de como as ações funcionam. Quando você compra uma ação, você está comprando uma pequena fatia de uma empresa, uma parte de seu sucesso (ou fracasso). É como possuir um pedaço de um mercado movimentado, sem ter que lidar com a rotina diária de administrar um negócio.

O valor de uma ação é determinado por uma miríade de fatores, incluindo os ganhos da empresa, a economia e o sentimento do investidor. É um processo dinâmico, com os preços flutuando à medida que compradores e vendedores disputam o melhor negócio. Quando a empresa tem um bom desempenho, o preço de suas ações geralmente aumenta. Por outro lado, um desempenho ruim pode levar a uma queda no preço das ações.

Você ganha dinheiro no mercado de ações de duas maneiras principais: ganhos de capital e dividendos. Os ganhos de capital ocorrem quando você vende uma ação por mais do que pagou por ela. Os dividendos, por outro lado, são uma parcela dos lucros da empresa distribuídos aos acionistas.

No entanto, é importante lembrar que ações vêm com riscos. O mercado de ações é imprevisível e os preços podem cair ou subir. Você pode perder parte ou até todo o seu investimento. Portanto, é crucial fazer sua pesquisa e considerar suas metas financeiras e tolerância ao risco antes de mergulhar.

No mundo das ações, conhecimento é poder. Quanto mais você entender sobre como as ações funcionam, mais bem equipado você estará para navegar no mercado e tomar decisões informadas. Então, arregace as mangas e comece a aprender sobre o fascinante mundo das ações. Afinal, ser dono de um pedaço de uma empresa não é apenas ganhar dinheiro, é também fazer parte de uma economia mais ampla e contribuir para o seu crescimento.

1.4. Por que as empresas emitem ações

Entrando no reino do mercado de ações, é crucial entender o principal motivo pelo qual as empresas emitem ações. Basicamente, uma empresa emite ações para levantar capital. Este é um movimento estratégico para evitar o acúmulo de dívidas. Em vez de pedir dinheiro emprestado e pagar juros, eles vendem uma parte de seus negócios a investidores. Esse capital pode então ser usado para financiar pesquisa e desenvolvimento, expandir operações ou pagar dívidas existentes.

Emissão de ações também oferece às empresas a oportunidade de atrair e reter funcionários talentosos. Ao oferecer opções de ações, as empresas podem incentivar os funcionários a trabalhar para o crescimento e sucesso do negócio. Afinal, se a empresa for bem, suas ações vão valorizar, criando uma situação ganha-ganha para a empresa e para o funcionário.

Além disso, indo a público por meio de uma Oferta Pública Inicial (IPO) pode aumentar significativamente a reputação de uma empresa. É um sinal de maturidade e sucesso, que pode atrair mais investidores e criar publicidade positiva.

No entanto, é importante lembrar que emitir ações também significa compartilhar o controle. Os acionistas têm direito a voto e um grupo suficientemente grande pode influenciar as decisões da empresa. É por isso que muitas empresas optam por manter uma parcela significativa de seus estoques para manter o controle.

Em essência, emissão de ações é um movimento estratégico que pode alimentar o crescimento, atrair talentos e melhorar a reputação, ao mesmo tempo em que compartilha a propriedade do negócio com os investidores. Como investidor, entender essas motivações pode ajudá-lo a tomar decisões mais informadas no mercado de ações.

1.5. O papel das ações em uma carteira de investimentos

No vasto oceano de opções de investimento, AÇÕES destacam-se como uma ferramenta poderosa para a criação de riqueza. Eles representam uma fatia da propriedade de uma empresa e oferecem potencial para retornos financeiros significativos. No entanto, é crucial entender que as ações não são um ingresso para riquezas instantâneas. Eles são um compromisso de longo prazo que requer paciência, estratégia e um profundo conhecimento do mercado.

Investir em ações permite que você se torne um proprietário parcial da empresa. Isso significa que à medida que a empresa cresce e prospera, o mesmo acontece com o seu investimento. O valor do seu estoque aumenta, levando à valorização do capital. Além disso, muitas empresas distribuem uma parcela de seus lucros aos acionistas na forma de dividendos, fornecendo um fluxo de renda estável.

No entanto, as ações não são isentas de riscos. O mercado de ações é volátil e os preços podem flutuar amplamente em curtos períodos. Portanto, é essencial diversificar sua carteira com um mix de ações, títulos e outros ativos para diluir o risco. É aqui que o papel das ações em uma carteira de investimentos se torna crucial.

Portfólio diversificação é uma estratégia de gestão de risco que combina uma ampla variedade de investimentos dentro de um portfólio. A lógica por trás dessa técnica afirma que uma carteira construída com diferentes tipos de investimentos irá, em média, gerar retornos mais altos e apresentar um risco menor do que qualquer investimento individual encontrado na carteira. As ações desempenham um papel vital nessa diversificação.

Embora os títulos forneçam renda estável e sejam geralmente menos arriscados, eles também oferecem retornos mais baixos. Por outro lado, as ações, com seu potencial para altos retornos, podem equilibrar o perfil de menor risco e menor retorno dos títulos. Esse equilíbrio pode ajudar a obter um retorno mais estável e consistente em sua carteira de investimentos.

Em essência, as ações podem ser um componente valioso de sua carteira de investimentos. Eles oferecem potencial de crescimento e receita e, quando usados ​​em conjunto com outros tipos de investimentos, podem ajudar a gerenciar riscos e potencialmente aumentar os retornos. No entanto, é essencial entender sua tolerância a riscos e metas de investimento antes de se aventurar no mundo das ações. Investir em ações não é apenas escolher vencedores, mas também entender e gerenciar riscos potenciais.

2. Introdução à negociação de ações

Negociação de ações é uma aventura emocionante, mas é fundamental entender o básico antes de mergulhar. O mundo dos estoques é vasto e variado, oferecendo uma infinidade de oportunidades para aqueles que ousam navegar em suas águas turbulentas.

Primeiro e mais importante, é importante entender o que é uma ação. Em sua forma mais simples, uma ação representa uma participação na propriedade de uma empresa. Quando você compra uma ação, está comprando uma parte dos ativos e lucros da empresa. Isso lhe dá direito a uma parte dos lucros da empresa e a uma palavra nas decisões importantes.

Em segundo lugar, você precisa entender como funciona o mercado de ações. O mercado de ações é um mercado onde compradores e vendedores trade ações. O preço de uma ação é determinado pela oferta e demanda e flutua ao longo do dia de negociação. O objetivo da negociação de ações é comprar ações a um preço baixo e vendê-las a um preço mais alto para obter lucro.

Em terceiro lugar, você precisa saber como analisar ações. Isso envolve examinar as demonstrações financeiras de uma empresa, estudar seu desempenho e avaliar suas perspectivas futuras. Também é importante considerar o estado geral da economia e a saúde do setor em que a empresa opera.

Finalmente, você precisa desenvolver um estratégia de negociação. Este é um plano de ação que orienta suas decisões de negociação. Deve levar em consideração seus objetivos financeiros, tolerância a riscos e horizonte de investimento. Se você optar por adotar uma estratégia de compra e manutenção de longo prazo ou uma abordagem de negociação diária de curto prazo, ter uma estratégia clara e bem pensada é a chave para uma negociação de ações bem-sucedida.

Lembre-se, a negociação de ações não é um esquema de enriquecimento rápido. Requer tempo, esforço e uma boa dose de paciência. Mas com o conhecimento e a estratégia certos, pode ser uma maneira gratificante de aumentar sua riqueza. Bem-vindo ao mundo da negociação de ações – um mundo de possibilidades infinitas e desafios emocionantes.

2.1. Os fundamentos da negociação de ações

Negociação de ações é um mundo fascinante, um labirinto de números, gráficos e jargões que podem parecer assustadores para os não iniciados. Mas não tema! Com uma sólida compreensão do básico, você pode navegar neste universo complexo com facilidade.

O mercado de ações é um mercado onde compradores e vendedores trade ações de publicamente traded empresas. Essas ações, ou AÇÕES, representam a propriedade de uma empresa. Quando você compra uma ação, está comprando uma pequena parte dessa empresa, tornando-se um acionista.

Em sua forma mais simples, o objetivo da negociação de ações é comprar na baixa e vender na alta. Você compra ações quando acredita que seu valor aumentará com o tempo e vende quando pensa que seu valor atingiu o pico. No entanto, nem sempre é tão simples quanto parece. Volatilidade do mercado e uma miríade de outros fatores podem influenciar o preço de uma ação, tornando o momento de tradeum aspecto crítico da negociação bem-sucedida.

Existem dois métodos principais de negociação de ações: a troca do dia e investimento de longo prazo. Dia traders compram e vendem ações em um único dia, aproveitando as flutuações de preço de curto prazo. Os investidores de longo prazo, por outro lado, compram ações com a intenção de mantê-las por vários anos, apostando em seu crescimento a longo prazo.

Compreender os diferentes tipos de ordens é outro aspecto crucial da negociação de ações. A ordem de mercado é uma solicitação para comprar ou vender uma ação ao preço de mercado atual. A ordem limite, no entanto, é uma solicitação para comprar ou vender uma ação a um preço específico ou melhor.

Por fim, é importante lembrar que toda negociação de ações envolve risco. É possível perder parte ou todo o seu investimento inicial. Portanto, é essencial pesquisar minuciosamente qualquer estoque antes de fazer uma trade e investir apenas o dinheiro que você pode perder.

No final, uma negociação de ações bem-sucedida requer paciência, disciplina e disposição para aprender. É uma habilidade que pode levar tempo para dominar, mas com perseverança e uma sólida compreensão do básico, você pode colher recompensas significativas.

2.2. Escolhendo uma Ação Broker

Navegar no mundo da negociação de ações pode parecer um labirinto, mas a jornada se torna menos assustadora com um guia confiável. É aí que um estoquebroker entra. estoquebroker atua como seu guia pessoal, ajudando você a tomar decisões informadas sobre seus investimentos. Eles são profissionais licenciados que compram e vendem títulos em nome de seus clientes.

No entanto, nem todo estoquebrokers são criados iguais. Escolhendo o estoque certobroker é uma etapa crucial que pode impactar significativamente sua jornada comercial. Você vai querer considerar fatores como taxas, o brokera reputação da empresa, a qualidade do atendimento ao cliente e a plataforma de negociação que oferecem.

Broker Taxas pode comer em seus lucros, por isso é importante entender o quanto o seu broker encargos para trades. Algum brokers oferecem sem comissão trades, enquanto outros cobram uma taxa fixa por trade.

A reputação de sua broker é igualmente importante. Você pode usar ferramentas como BrokerCheck para verificar as credenciais de um broker e veja se eles têm alguma ação disciplinar em seu registro.

Atendimento ao cliente pode fazer ou quebrar sua experiência de negociação. Um bem broker oferecerá atendimento ao cliente rápido e útil para resolver quaisquer problemas que você possa ter.

Finalmente, o plataforma de negociação oferecido pelo broker deve ser fácil de usar e equipado com as ferramentas necessárias para ajudá-lo a tomar decisões de negociação informadas. Alguns brokers também oferecem recursos educacionais para ajudá-lo a aprender mais sobre negociação de ações.

Lembre-se, escolher uma açãobroker não é uma decisão a ser tomada levianamente. Tome seu tempo, faça sua pesquisa e certifique-se de escolha um broker que se alinha com seus objetivos e estilo de negociação.

2.3. Criando uma estratégia de negociação de ações

Sucesso na bolsa não é um produto do acaso; é o resultado de decisões bem pensadas e calculadas. Uma parte crucial da tomada dessas decisões é ter uma estratégia robusta de negociação de ações. Mas o que exatamente é uma estratégia de negociação de ações e como você cria uma?

Uma estratégia de negociação de ações é um conjunto de regras e diretrizes que ditam suas ações de negociação. É como um roteiro, guiando você pelos terrenos muitas vezes voláteis e imprevisíveis do mercado de ações. Isso ajuda você a determinar quando comprar, quando vender e quando manter em um estoque.

A criação de uma estratégia de negociação de ações envolve algumas etapas importantes. Primeiro, você precisa defina seus objetivos financeiros. Você está procurando crescimento de capital de longo prazo ou está mais interessado em ganhos de curto prazo? Seus objetivos influenciarão significativamente sua estratégia de negociação.

Em seguida, você precisa Entenda sua tolerância ao risco. Esta é a quantidade de risco que você está disposto a assumir em suas atividades de negociação. É essencial ser honesto consigo mesmo aqui – se você não se sente confortável com investimentos de alto risco, é melhor se ater a ações mais seguras e previsíveis.

A terceira etapa na criação de uma estratégia de negociação de ações é pesquisa. Você precisa estudar o mercado, entender as tendências e aprender sobre as empresas nas quais está interessado em investir. Esta etapa pode ser demorada, mas é crucial para tomar decisões comerciais informadas.

Finalmente, você precisa teste sua estratégia. Comece com negociação de papel - isso envolve fazer transações hipotéticas tradeé baseado em dados de mercado reais, mas sem arriscar dinheiro real. Assim que estiver confiante em sua estratégia, você pode começar a aplicá-la às negociações do mundo real.

Lembre-se, uma boa estratégia de negociação de ações não é imutável. Deve ser flexível e adaptável, mudando à medida que você ganha mais experiência e conforme as condições do mercado evoluem. E o mais importante, deve estar alinhado com seus objetivos financeiros e tolerância ao risco.

Criar uma estratégia de negociação de ações pode parecer assustador no começo, mas com tempo, paciência e uma compreensão aguçada do mercado de ações, pode ser a chave para o sucesso financeiro.

2.4. Compreendendo os regulamentos de negociação de ações

Antes de mergulhar com confiança no mundo da negociação de ações, é crucial entender o regulamentos fundamentais que regem este mercado dinâmico. No centro dessas regras está o Comissão de Valores Mobiliários (SEC), uma entidade estabelecida para proteger os investidores e manter mercados justos, ordenados e eficientes. A SEC reforça a transparência, exigindo que as empresas públicas divulguem informações financeiras e outras informações significativas ao público. Isso fornece um conjunto comum de conhecimento para todos os investidores usarem para julgar por si mesmos se devem comprar, vender ou manter um determinado título.

Além disso, o Autoridade Reguladora da Indústria Financeira (FINRA), um regulador independente e não governamental para todas as empresas de valores mobiliários que fazem negócios nos Estados Unidos, também desempenha um papel vital. As regras e diretrizes da FINRA garantem práticas éticas, resguardando os interesses dos investidores.

Além disso, cada trader deve aderir Dia do Padrão Traderegras r (PDT). Esses regulamentos estipulam que qualquer trader que faz mais de quatro dias trades em um período de cinco dias úteis, com dia trades que representam mais de 6% da atividade comercial total do cliente no mesmo período de cinco dias, devem manter um patrimônio mínimo de US$ 25,000 em suas contas.

Por último, traders deve estar ciente do Regra de Lavagem-Venda. Este regulamento do IRS proíbe a venda de um título com prejuízo e a recompra do mesmo ou de um título substancialmente idêntico no prazo de 30 dias antes ou depois da venda.

Compreender esses regulamentos não é apenas sobre conformidade; trata-se de tomar decisões informadas que se alinham com seus objetivos de investimento e tolerância ao risco. Neste mundo complexo e excitante da negociação de ações, conhecimento é realmente poder.

3. Conceitos Avançados de Negociação de Ações

Mergulhando mais fundo no mundo da negociação de ações, chegamos ao reino dos conceitos avançados de negociação. Aqui, o jogo se intensifica e as apostas aumentam. Você não é mais um novato trader, mas um participante maduro no ecossistema dinâmico do mercado de ações.

Venda a descoberto é um desses conceitos avançados. É quando você toma emprestado ações de uma ação de um broker e vendê-los imediatamente ao seu preço atual. A esperança é que o preço das ações caia, permitindo que você as compre de volta a um preço mais baixo e devolva as ações emprestadas ao broker, embolsando a diferença. No entanto, esta estratégia vem com um risco considerável. Se o preço da ação subir em vez de cair, você pode acabar perdendo uma quantia significativa de dinheiro.

Outro conceito avançado é negociação de opções. As opções dão a você o direito de comprar ou vender uma ação a um preço predeterminado dentro de um período de tempo específico. Ao contrário de possuir uma ação, você não é obrigado a comprar ou vender; você tem a opção de fazê-lo se for benéfico para você. A negociação de opções pode ser complexa e arriscada, mas, quando feita corretamente, pode ser uma ferramenta poderosa em seu arsenal de negociação.

Margem trading é mais um conceito avançado. Isso envolve pedir dinheiro emprestado ao seu broker para comprar ações. Isso pode ampliar seus lucros potenciais, mas também pode ampliar suas perdas. É uma estratégia de alto risco que requer um sólido conhecimento do mercado e uma rigorosa gestão de riscos.

Finalmente, há o conceito de negociação algorítmica. Isso envolve o uso de algoritmos complexos para automatizar estratégias de negociação. Esses algoritmos podem analisar dados de mercado na velocidade da luz e executar trades com base em critérios predefinidos. É uma abordagem altamente sofisticada para negociação, mas não é para todos.

Esses conceitos avançados não são para os fracos de coração. Eles exigem uma compreensão profunda do mercado, uma alta tolerância ao risco e uma abordagem disciplinada à negociação. Mas para aqueles que estão dispostos a mergulhar, eles oferecem o potencial de recompensas significativas.

3.1. Venda a descoberto

No fascinante mundo da negociação de ações, existe uma estratégia que muitas vezes levanta as sobrancelhas, mas ainda tem potencial para um lucro significativo: vendas a descoberto. Ao contrário da abordagem tradicional de comprar na baixa, vender na alta, a venda a descoberto inverte o roteiro, permitindo traders para lucrar com o declínio de uma ação. Funciona assim: A trader toma emprestado ações de uma ação de um broker e imediatamente os vende no mercado aberto. Quando o preço das ações cai, o trader recompra as ações pelo preço mais baixo, devolve-as ao broker, e embolsa a diferença.

Parece simples, certo? Não tão rápido. Venda a descoberto carrega um risco substancial. Se o preço da ação aumentar em vez de cair, o trader deve recomprar as ações a um preço mais alto, resultando em prejuízo. Além disso, as perdas potenciais são teoricamente ilimitadas, pois o preço de uma ação pode subir indefinidamente.

Apesar desses riscos, a venda a descoberto pode ser uma ferramenta poderosa em um tradearsenal de r. Permite traders para se proteger contra perdas potenciais em seu portfólio e podem oferecer oportunidades de lucro em um mercado de baixa. No entanto, requer uma análise cuidadosa, uma compreensão aguçada das tendências do mercado e um forte estômago para o risco.

Venda a descoberto não é para os fracos de coração. É um jogo de alto risco jogado por aqueles que ousam dançar com a incerteza e prosperar na emoção do mercado imprevisível. Mas para aqueles que o dominam, as recompensas podem ser substanciais. Então, da próxima vez que você vir o preço de uma ação despencando, lembre-se - um tradea queda de r pode ser apenas a oportunidade de ouro de outro.

3.2. Negociação de margem

A margem de negociação é uma ferramenta poderosa que pode ampliar seu potencial de lucro no mercado de ações. É semelhante a um jogo de pôquer de apostas altas, onde as recompensas potenciais são tão atraentes quanto os riscos assustadores. Em sua essência, a negociação de margem envolve pedir dinheiro emprestado para comprar mais ações do que você pode pagar com seus fundos disponíveis.

É assim que funciona: você deposita uma certa quantia de dinheiro em uma conta de margem com seu broker. Este depósito serve como garantia. Seu broker em seguida, empresta fundos adicionais, geralmente até 50% do valor total da compra de ações que você pretende fazer.

Por exemplo, se você deseja comprar $ 10,000 de uma determinada ação, pode depositar $ 5,000 em sua conta de margem e pegar emprestado os $ 5,000 restantes de seu broker. Dessa forma, você está efetivamente dobrando seu poder de investimento.

Mas aqui está o problema: se o preço das ações cair, você pode acabar devendo mais dinheiro do que investiu inicialmente. Isso ocorre porque você ainda terá que reembolsar seu broker o valor que você pediu emprestado, independentemente do desempenho da ação.

A margem de negociação não é para os fracos de coração. É uma estratégia de alto risco e alta recompensa mais adequada para jogadores experientes. traders que podem tolerar perdas potenciais. Antes de mergulhar, é crucial entender completamente os riscos envolvidos e garantir que você tenha uma estratégia sólida de gerenciamento de riscos.

Lembre-se, embora a atração por lucros rápidos possa ser atraente, é igualmente importante considerar as possíveis desvantagens. O mercado de ações é imprevisível, e mesmo os mais experientes traders nem sempre pode prever com precisão seus movimentos. Portanto, é sempre aconselhável abordar a negociação de margem com cautela.

A negociação de margem pode realmente ser uma ferramenta poderosa em seu arsenal de negociação, mas, como todas as ferramentas, deve ser manuseada com cuidado. Portanto, antes de mergulhar de cabeça, certifique-se de ter feito sua lição de casa, de compreender os riscos e de estar preparado para todos os resultados possíveis.

3.3. Opções de ações

Mergulhando mais fundo no mundo das ações, vamos explorar o fascinante reino de Opções de ações. Esses instrumentos financeiros oferecem traders uma maneira alternativa de lucrar com os movimentos do mercado de ações, sem possuir as próprias ações subjacentes. As opções de compra de ações são contratos que concedem ao titular o direito, mas não a obrigação, de comprar ou vender uma determinada ação a um preço predeterminado, conhecido como preço de exercício, antes da data de vencimento do contrato.

Opções de chamada e opções de venda são os dois principais tipos de opções de ações. Se você acredita que o preço de uma ação vai subir, pode comprar uma opção de compra, que lhe dá o direito de comprar a ação pelo preço de exercício. Por outro lado, se você prever que o preço de uma ação cairá, poderá comprar uma opção de venda, que lhe concede o direito de vender a ação pelo preço de exercício.

O que torna as opções de ações particularmente atraentes é sua alavancagem inerente. Uma vez que um contrato de opção normalmente controla 100 ações da ação subjacente, um movimento de preço relativamente pequeno na ação pode resultar em um ganho percentual significativo (ou perda) no valor da opção. Esta alavancagem permite traders para potencialmente alcançar retornos substanciais, embora com risco aumentado.

O valor de uma opção de compra de ações é influenciado por vários fatores, incluindo o preço atual da ação, o preço de exercício, o tempo até o vencimento e a volatilidade da ação. Compreender esses fatores pode ajudá-lo a tomar decisões informadas e desenvolver estratégias de negociação eficazes.

No entanto, é crucial lembrar que, embora as opções de ações possam oferecer recompensas potenciais substanciais, elas também acarretam riscos significativos. Portanto, eles podem não ser adequados para todos os investidores. Antes de mergulhar nas opções de ações, é recomendável pesquisar e entender completamente esses complexos instrumentos financeiros.

No mundo dinâmico da negociação de ações, as opções de ações representam uma camada adicional de complexidade e oportunidade. Quer sejam usados ​​para especulação, hedge ou geração de renda, eles oferecem uma ferramenta versátil para navegar no cenário em constante mudança do mercado de ações.

3.4. ETFs e fundos mútuos

Troca-Traded Fundos (ETF) e Fundos Mútuos são dois veículos de investimento que oferecem uma carteira diversificada de ações, títulos ou outros ativos. Eles são semelhantes porque representam uma coleção de investimentos, mas diferem na forma como são gerenciados e traded.

ETFs e guarante que os mesmos estão traded em uma bolsa como ações individuais e seu preço flutua ao longo do dia de negociação. Eles são conhecidos por sua flexibilidade, pois podem ser comprados e vendidos a qualquer momento durante o horário do mercado. Os ETFs normalmente têm índices de despesas mais baixos e são mais eficientes em termos fiscais do que os fundos mútuos, tornando-os uma escolha popular para investidores preocupados com os custos.

Por outro lado, Fundos Mútuos são normalmente geridos ativamente, o que significa que um gestor de fundos toma decisões sobre como alocar ativos no fundo. Eles são traded apenas uma vez por dia após o fechamento do mercado, ao preço do valor patrimonial líquido (NAV). Os fundos mútuos podem exigir um investimento mínimo e podem ter índices de despesas mais altos do que os ETFs. No entanto, eles são frequentemente recomendados para investidores de longo prazo que preferem uma abordagem sem intervenção e estão dispostos a pagar por uma gestão profissional.

Em essência, tanto os ETFs quanto os fundos mútuos fornecem diversificação, o que pode ajudar a reduzir o risco. A escolha entre ETFs e fundos mútuos depende de suas metas de investimento individuais, tolerância ao risco e estratégia de investimento. Como um trader, é essencial entender essas diferenças para tomar decisões informadas sobre onde colocar seu dinheiro. Quer você escolha ETFs, fundos mútuos ou uma mistura de ambos, lembre-se de que todos os investimentos apresentam algum nível de risco e é crucial fazer sua pesquisa antes de investir.

3.5. Dividendos e desdobramentos de ações

Ao se aventurar no mundo da negociação de ações, dois termos que você encontrará com frequência são dividendos e Divisões de ações. Vamos descascar as camadas desses aspectos tão importantes da negociação de ações.

Dividendos são essencialmente uma parte dos lucros de uma empresa que são distribuídos aos acionistas. São uma forma de as empresas partilharem o seu sucesso com quem nelas investiu. Os dividendos podem ser uma fonte significativa de renda, especialmente para aqueles que investiram em empresas estáveis ​​que pagam dividendos. No entanto, nem todas as empresas pagam dividendos, principalmente aquelas em fase de crescimento que preferem reinvestir seus lucros no negócio.

Por outro lado, uma desdobramento de ações é um movimento estratégico de uma empresa para aumentar o número de suas ações, dividindo suas ações existentes. Por exemplo, em um desdobramento de ações 2 por 1, para cada ação que você possui, você receberá uma adicional. É importante observar que, embora isso aumente o número de ações que você possui, o valor geral do seu investimento permanece o mesmo, pois o preço por ação diminui proporcionalmente.

Embora os dividendos forneçam benefícios financeiros diretos, os desdobramentos de ações podem tornar as ações mais acessíveis aos pequenos investidores, reduzindo o preço por ação. Tanto os dividendos quanto os desdobramentos de ações podem influenciar o preço das ações de uma empresa e, portanto, são fatores críticos a serem considerados em sua estratégia de investimento.

Lembrete, entender esses conceitos é fundamental para tomar decisões informadas no mercado de ações. Portanto, continue aprendendo, fique curioso e deixe o mundo das ações se desenrolar diante de você.

❔ Perguntas frequentes

triângulo sm direito
O que exatamente são ações?

As ações representam a propriedade de uma empresa e constituem uma reivindicação de parte dos ativos e lucros da empresa. Quando você compra ações de uma empresa, você está comprando uma parte dessa empresa, tornando-se um acionista.

triângulo sm direito
Como funcionam os estoques?

As empresas emitem ações para levantar fundos por vários motivos, como expandir seus negócios ou pagar dívidas. Essas ações são então compradas e vendidas em várias bolsas de valores. O preço de uma ação é determinado pela oferta e demanda no mercado.

triângulo sm direito
Por que devo investir em ações?

Investir em ações pode ser uma maneira poderosa de construir riqueza ao longo do tempo. As ações têm o potencial de fornecer altos retornos em comparação com outros investimentos. Eles também oferecem a oportunidade de renda passiva por meio de dividendos.

triângulo sm direito
Quais são os riscos de investir em ações?

Embora as ações tenham potencial para altos retornos, elas também apresentam riscos. O valor de uma ação pode flutuar e sempre há a possibilidade de a empresa ter um desempenho inferior ou até fechar. É importante diversificar seu portfólio para mitigar esses riscos.

triângulo sm direito
Como posso começar a investir em ações?

Para começar a investir em ações, primeiro você precisa abrir uma brokerconta de idade. Depois que sua conta estiver configurada, você poderá depositar fundos e começar a comprar ações. Recomenda-se começar investindo em empresas que você conhece e diversificar seu portfólio.

Autor: Florian Fendt
Um investidor ambicioso e trader, Florian fundou BrokerCheck depois de estudar economia na universidade. Desde 2017 que partilha o seu conhecimento e paixão pelos mercados financeiros em BrokerCheck.
Leia mais sobre Florian Fendt
Florian-Fendt-Autor

Deixe um comentário

3 topo Brokers

Última atualização: 22 de fevereiro de 2024

Exness

Avaliado 4.6 fora do 5
4.6 de 5 estrelas (18 votos)
markets.com-logo-novo

Markets.com

Avaliado 4.6 fora do 5
4.6 de 5 estrelas (9 votos)
81.3% do varejo CFD contas perdem dinheiro

Vantage

Avaliado 4.6 fora do 5
4.6 de 5 estrelas (10 votos)
80% do varejo CFD contas perdem dinheiro

você pode gostar também

⭐ O que você achou deste artigo?

Você achou este artigo útil? Comente ou avalie se você tem algo a dizer sobre este artigo.

Filtros

Classificamos por classificação mais alta por padrão. Se você quiser ver outros brokerBasta selecioná-los no menu suspenso ou restringir sua pesquisa com mais filtros.
- controle deslizante
0 - 100
O que procura?
Brokers
Regulamento
Plataforma
Depósito / Retirada
Tipo de Conta
Localizacao
Broker Funcionalidades